Confira Os Cursos Gratuitos Online Oferecidos Por Numer

31 Mar 2019 10:29
Tags

Back to list of posts

<h1>A CONTRIBUI&Ccedil;&Atilde;O DA EDUCA&Ccedil;&Atilde;O A DIST&Acirc;NCIA DENTRO DO CEN&Aacute;RIO EDUCACIONAL</h1>

<p>Combater o trabalho escravo, impossibilitar o desperd&iacute;cio e investir em mat&eacute;rias-primas sustent&aacute;veis na ind&uacute;stria t&ecirc;xtil, como o algod&atilde;o org&acirc;nico, est&atilde;o entre os novos focos de atua&ccedil;&atilde;o do Instituto C&amp;A no Brasil. &Eacute; no momento em que a organiza&ccedil;&atilde;o passar&aacute; a apoiar iniciativas e projetos que buscam inovar e transformar o paradigma de cria&ccedil;&atilde;o e consumo do mercado da moda.</p>

<p>Dessa maneira, o bra&ccedil;o brasileiro se alinha aos preceitos globais da C&amp;A Foundation, que coordena o investimento social de todos os institutos e funda&ccedil;&otilde;es que levam o nome de rede varejista no mundo. A americana Leslie Johnston, diretora-executiva da C&amp;A Foundation, concedeu entrevista exclusiva &agrave; Folha, acompanhada de Giuliana Ortega, diretora-executiva do Instituto C&amp;A no Brasil. Elas falam desse novo instante no Brasil, alinhado com o rec&eacute;m-divulgado relat&oacute;rio global de sustentabilidade da companhia.</p>

<p>Ambas ressaltam os desafios da ind&uacute;stria t&ecirc;xtil, entre eles o de alterar a consci&ecirc;ncia de clientes no glamoroso universo fashion em uma cadeia produtiva que &eacute; a segunda mais poluente do planeta. Folha - Como &eacute; poss&iacute;vel fazer diferen&ccedil;a por esse universo de contrastes? Leslie Johnston - O foco da C&amp;a Foundation &eacute; reconhecer l&iacute;deres que est&atilde;o transformando a ind&uacute;stria pelo motivo de n&oacute;s n&atilde;o existem d&uacute;vidas que a moda podes ser uma for&ccedil;a para essa mudan&ccedil;a.</p>
<ul>

<li>Como passar na Cinco Caminhos Para Profissionalizar O Instagram Da Sua Corpora&ccedil;&atilde;o </li>

<li>Pingback: Microsoft d&aacute; cursos gratuitos online na &aacute;rea de Tecnologia</li>

<li>111 DELGADO, Maur&iacute;cio Godinho. Manual de Direito do Servi&ccedil;o. S&atilde;o Paulo. 2010, p. 903</li>

<li>Bebida saud&aacute;vel: &aacute;gua saborizada pode ser antioxidante e ajudar pela dieta</li>

<li>um Uma vis&atilde;o capitalista de Educa&ccedil;&atilde;o</li>

</ul>

<p>&Eacute; o que demonstramos ao premiar iniciativas de empreendedores sociais em o mundo todo em um concurso global chamado &quot;Tecendo a Modifica&ccedil;&atilde;o&quot;, em parceria com a Ashoka. Que mudan&ccedil;as devem ser feitas? Os desafios da ind&uacute;stria t&ecirc;xtil s&atilde;o sist&ecirc;micos, com dificuldades profundamente enraizados, em t&atilde;o alto grau sociais e ambientais, quanto nas condi&ccedil;&otilde;es de servi&ccedil;o.</p>

<p>N&oacute;s necessitamos parar essa corrida. O padr&atilde;o est&aacute; falido. Modifica&ccedil;&otilde;es exigem inova&ccedil;&otilde;es, a g&ecirc;nese do desafio global. Nos propusemos a distinguir solu&ccedil;&otilde;es inovadoras l&aacute; na ponta da cadeia com potencial de receber escala e concretamente variar a forma com a ind&uacute;stria trabalha. Premiamos 3 iniciativas entre 10 finalistas. O que eles eles est&atilde;o fazendo, e que ningu&eacute;m sabia, &eacute; muito bom.</p>

<p>Voc&ecirc; pode nos oferecer um modelo? O aperfei&ccedil;oamento da reciclagem qu&iacute;mica de tecidos, que por isso podem ser transformados em outros tecidos. Tudo Bem Se Voc&ecirc; Largar A universidade isso obter escala vai solucionar o problema do desperd&iacute;cio. Retalhos e roupas usadas n&atilde;o v&atilde;o mais para o lixo. Poder&atilde;o ser utilizados outra vez, de novo e de novo, em consequ&ecirc;ncia a uma tecnologia que vai conter enormemente o consumo de &aacute;gua e a polui&ccedil;&atilde;o dos rios, com impactos na sa&uacute;de e na vida das pessoas e no planeta. &Eacute; esse o superior est&iacute;mulo da ind&uacute;stria?</p>

<p>Existem milhares de desafios e n&oacute;s escolhemos aqueles que devem ser encarados com urg&ecirc;ncia. O mercado come&ccedil;ou, tendo como exemplo, a olhar para a produ&ccedil;&atilde;o de algod&atilde;o org&acirc;nico, por&eacute;m h&aacute; muito a ser feito. A C&amp;A j&aacute; &eacute; a superior consumidora de algod&atilde;o org&acirc;nico do universo. At&eacute; 2020, a meta &eacute; voltar a 100% dessa mat&eacute;ria-prima produzida de forma sustent&aacute;vel.</p>

<p>O algod&atilde;o cultivado de forma habitual tem de muita &aacute;gua para ser processado, al&eacute;m de usar bastante pesticida. N&atilde;o &eacute; uma cultura sustent&aacute;vel. A ind&uacute;stria da moda est&aacute; pela berlinda tamb&eacute;m pela prec&aacute;rias condi&ccedil;&otilde;es de servi&ccedil;o de fornecedores. Institui&ccedil;&atilde;o Federal De Pelotas for&ccedil;ado &eacute; bastante desafiador. &Eacute; uma &aacute;rea sens&iacute;vel, contudo estamos atuando com a inten&ccedil;&atilde;o de erradica&ccedil;&atilde;o de m&atilde;o de obra escrava, utilizando a transpar&ecirc;ncia para oferecer melhorias nas condi&ccedil;&otilde;es de trabalho na cadeia t&ecirc;xtil.</p>

<p>Essa mobiliza&ccedil;&atilde;o adquiriu pot&ecirc;ncia depois da trag&eacute;dia do Rana Plaza em Bangladesh, em 2013, quando faleceram centenas de oper&aacute;rios de f&aacute;bricas de roupas que funcionavam em condi&ccedil;&otilde;es prec&aacute;rias? Depois do desabamento do Rana Plaza, ficou evidente que n&atilde;o havia transpar&ecirc;ncia das marcas na subcontrata&ccedil;&atilde;o de seus fornecedores. Quais marcas estavam por tr&aacute;s daquela trag&eacute;dia? S&oacute; com pol&iacute;tica de transpar&ecirc;ncia &eacute; que podemos impedir que outros Ranas Plazas aconte&ccedil;am.</p>

<p>O que mais podes ser feito para transformar uma ind&uacute;stria t&atilde;o glamorosa como a da moda e ao mesmo tempo com tantos dificuldades em sua cadeia produtiva? Acabar com desperd&iacute;cio, tais como, requer recentes tecnologias, que est&atilde;o florescendo. &Eacute; curioso bem como Depois do DOUTORADO, A GRADUA&Ccedil;&Atilde;O como as marcas est&atilde;o mudando a maneira de enfrentar com as mat&eacute;rias-primas.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License